sábado, 12 de agosto de 2017

"EU É QUE FIZ ISSO" - (I Reis 12:24 - Jó 12:9)

Meu filho:
Tudo quanto te afeta me interessa também. 
"Aquele que tocar em ti, toca na menina dos meus olhos". (Zac. 2:8)
"És muito precioso para mim, por isso agrada-me educar-te e disciplinar-te para que te tornes perfeito" (S. João 14:26; Heb. 12:5-7)
"Quando o inimigo aparecer e as tentações te assaltarem, sabe que Eu é que fiz isso: lembra que a tua fraqueza exige a assistência do meu poder, reconhece que a segurança consiste em me deixares lutar por ti". (II Cor. 12:9)
Estás em dificuldades? Os outros não te compreendem, não te consideram e até parece que te desprezam? Eu é que fiz isso. Eu, o Deus Supremo, governo de todas as coisas, disponho as circunstâncias com sabedoria e bondade, visando sempre um desfecho feliz que o olhar humano, infelizmente, nem sempre alcança. Tu não te achas nas aperturas atuais por mero acaso. Eu tudo previ e tudo permiti porque tudo dirijo para o teu próprio bem. Não pediste que eu o tornasse cada dia mais humilde? Pois, Nota bem, meu filho, que eu te coloquei na escola onde se aprende e exercita essa virtude rara. As pessoas com quem te encontras, os companheiros que te cercam, embora não o saibam, estão apenas desenvolvendo o meu plano, cumprindo minha vontade a teu respeito. Enfrentas problemas financeiros? Talvez não saibas nem quando, nem como hás de satisfazer os teus compromissos? Eu é que fiz isso. Desejo que aprendas a depender de mim, quero que descubras os meus recursos inesgotáveis e que descanse sossegadamente nas minhas promessas para que nunca te possam dizer: "nem por isso crestes no teu Deus." (Deut. 1:32; Filip. 4:19)
Atravessas uma quadra de tristeza e sofrimento? Eu é que fiz isso. Lembra-te daquele que foi "homem de dores e experimentado nos trabalhos, a fim de que em tudo fosse feito semelhante aos irmãos"  e para que, "naquilo que padeceu, pudesse também socorrer aos que são tentados" (Is 53:3; Heb. 2:17, 18).
Considera que, depois de provado como Ele, tu te tornarás mais útil e mais inteligentemente me servirás no ministério da consolação entre os teus irmãos aflitos. Somente aqueles que aprenderam, pela experiência, a linguagem do sofrimento, podem falar a linguagem do coração. Algum amigo te enganou, desamparando-te na hora que dele mais precisavas? Deixei-te provar essa cruel decepção, para que descobrisse mais perto de ti outros amigos e, acima deles, o amigo verdadeiro que é Jesus. Eu é que fiz isso. Deixei-te desamparado, isolado e solitário a fim de que me procurasse e sentisse, pela primeira vez, sem qualquer mistura, a benção da minha consolação. sim, eu desejei obter a tua confiança plena, e tudo tenho feito para que me constituas o teu maior amigo. (II Tim. 4:16 e 17).
Estás magoado, revoltado, deprimido. Foi alguém que leviana, injusta e perversamente falou a teu respeito? Eu é que fiz isso.Deixe tudo ao meu cuidado, filho. Confia-me sem receio a tua causa. Eu sempre julgo com justiça; não tardo, nem falho. Protejo os fracos e vingo, na hora própria, as injustiças. Chega-te a mim, fica tranquilo; eu te guardarei seguro e intangível das intrigas e das contendas línguas. (Salmo 31:20)
Fracassam teus planos? Eu é que fiz isso. Fizeste os planos sem me ouvires e depois vieste apenas pedir minha bênção. Eu, porém, tenho outros planos sábios e melhores e quero que os aceite. Só assim chamarei a mim toda a responsabilidade, pois a direção da tua vida é tarefa que, sozinho, não podes executar. (Ex. 16:18)
Desejaste muito fazer algum trabalho notável, para me servires e ajustares os homens. Em vez disto te achas hoje numa estação de clima ou talvez, preso num feito de fraqueza e sofrimento. Eu é que fiz isso. Nos dias de incessante atividade procurei e não pude prender tua atenção. E como desejava ensinar-te algumas lições de profunda sabedoria, dos servos mais úteis que tenho tido, retirei da vida ativa e eles, em sossego e segredo, aprenderam agora o manejo difícil da arma poderosa da oração. Talvez inesperadamente sejas chamado para ocupar um cargo de responsabilidade. Estás com medo? Conta comigo, fia-te do meu auxílio porque "por esta causa te abençoará o Senhor teu Deus em toda a obra e em tudo em que puseres a mão". (Deut. 5:10)
Hoje entrego este vaso de óleo santo. Unge-te diariamente com ele. Cada circunstância imprevista, cada interrupção que te irrite, cada palavra que te ofenda, cada revelação de fraqueza tua que te humilhe, deve te achar ungido pela minha graça. Mal vai o homem que não se reveste com meu poder, para os reencontros inevitáveis da vida. Sabe que as contrariedades são instruções divinas para quem repara nelas. A dor se transfigura quando chegas a descobrir o meu querer, meu plano sábio, minha mão em tudo. Aplica, pois, teu coração a todas as palavras que hei dito, porque "nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". (Deut. 32:46 e 8:3)